Customer Experience

Atendimento humanizado no varejo: veja como você pode aplicar

novembro 19, 2018
atendimento humanizado no varejo
Tempo de leitura 3 min

Se você vem acompanhando nosso blog, provavelmente já sabe da importância que é ter uma boa relação entre funcionários e clientes, não é mesmo? Mas, você sabia que isso pode ser alcançado por meio do atendimento humanizado no varejo?

Toda a tomada de decisão que os clientes têm depende da forma como eles se relacionam com a marca. Dessa forma, quanto mais humanizado, próximo e personalizado for o atendimento, maior será a identificação das pessoas e melhores os resultados do seu ponto de venda (PDV).

Bem interessante, não é mesmo? Só que isso não é tudo! A seguir vamos falar sobre algumas estratégias do atendimento humanizado que você pode aplicar desde já. Confira!

Tenha uma equipe proativa

Se estamos falando de atendimento humanizado, nada mais importante do que colocar o fator humano em primeiro lugar, concorda? Então, quem é a cara da sua empresa? Quem são as pessoas que se relacionam diretamente com os clientes? Exato! São os funcionários do ponto de venda.

Nesse local (o PDV) as pessoas transitam a todo momento, tem dúvidas e problemas. Sua equipe não pode ficar parada frente a isso. É importante que os colaboradores interajam, conversem, entendam as dúvidas de cada pessoa e se proponham a resolver os problemas o mais rápido possível.

A proatividade é fundamental para que os clientes se sintam servidos, reconheçam a qualidade do atendimento e continuem fiéis à marca.

Reavalie os processos

Além disso, a humanização visa aumentar o contato entre pessoas e reduzir o excesso de processos. Todas as empresas têm procedimentos burocráticos que são pouco eficientes, mas que ainda são mantidos simplesmente porque ninguém se importou com isso ainda.

Para você e sua equipe, esses procedimentos podem ser algo simples, que sempre existiu. Mas o cliente não pensa assim. Quanto maior é a burocracia, mais tempo demora o atendimento e piores são os resultados de satisfação. Por isso, busque simplificar o que pode ser simplificado. Evite a burocracia excessiva e veja se existe alguma forma de os problemas serem resolvidos por meio da conversa.

Faça a integração de informações disponíveis online

O cliente moderno quer personalização, ele entra em uma loja e busca as coisas que fazem sentido para ele. No processo de atendimento humanizado no ponto de venda, questões como essa não podem ser deixadas de lado.

Busque informações online, faça integrações para entender os hábitos de consumo e oferecer as melhores opções de produtos e de atendimento para todos. Afinal de contas, ninguém gosta de ser perguntado sobre coisas que não quer, ou ter que passar novamente informações básicas de identificação.

Uma forma bem interessante de fazer isso é por meio de aplicativos. Algumas redes estão aplicando essa estratégia e ela vem dando resultados.

Foque todas as ações no cliente

Por mais que pareça óbvio, não custa nada relembrar do maior pilar da humanização: o contato humano. Todos os pontos de contato da marca precisam ser voltadas para isso, principalmente dentro das lojas.

O comportamento dos colaboradores não pode ser focado nos produtos, nos preços ou nos processos. Muito pelo contrário, o cliente é a parte fundamental de todo o processo, e suas dores e desejos devem receber a devida atenção.

Seguindo essas dicas, o atendimento humanizado no varejo deixa de ser só uma possibilidade e se torna uma realidade. Se pensarmos pelo viés econômico, a implementação dessas medidas (com exceção do aplicativo) não pesa no budget e o retorno é muito satisfatório.

Para ter ainda mais sucesso no relacionamento com o cliente, temos mais uma sugestão para você. Leia nosso texto sobre dicas de atendimento! Temos certeza de que você vai gostar.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário