Customer Experience

Você realmente sabe avaliar o treinamento das suas equipes?

novembro 17, 2017
-voce-realmente-sabe-avaliar-o-treinamento-das-suas-equipes.
Tempo de leitura 3 min

A performance do time de vendas traduz, em grande parte, os resultados obtidos por qualquer empresa de varejo. Cada time de vendedores que trabalha nas lojas é a linha de frente responsável pela rentabilidade da empresa. Por isso, a capacitação desses profissionais é muito importante. Mas será que você sabe como avaliar o treinamento de uma equipe de venda?

Ao contrário do que alguns pensam, não se trata apenas de conferir os números de uma loja. É necessário saber quem fechou as vendas, como e qual foi a qualidade do atendimento. Se o processo não for feito corretamente, os resultados negativos só aparecerão mais tarde, depois do prejuízo. Quanto antes for identificado o problema, melhor.

Para ajudá-lo com essa tarefa, trouxemos aqui alguns recursos para avaliar o treinamento de uma equipe de venda com maior qualidade. Confira:

1.    Pesquisa de satisfação dos clientes

Essa é uma forma eficaz e objetiva de entender se a sua empresa está entregando o que promete. Afinal, seus clientes são seus “chefes”. Se o feedback deles não for positivo, de nada adiantam seus treinamentos.

O primeiro passo é identificar quais são os fatores que mais impactam na experiência dos seus clientes para assim entender onde estão suas fortalezas ou suas vulnerabilidades nos pontos de contato com os clientes. Assim, não só é um meio para descobrir se algum vendedor precisa ser melhor treinado como também ajuda a revelar os mais talentosos.

2.    Engajamento e resultados

No fim das contas, o objetivo dos seus treinamentos é garantir melhores resultados nas vendas. Sendo assim, os números em si podem ser um ótimo feedback para os seus vendedores. Indicadores como o ticket médio, taxa de sucesso em atendimentos e índice de fidelização, por exemplo, são boas formas de notar o desempenho final da equipe.

Mas, além de tudo isso, é importante que cada colaborador saia do treinamento ainda mais engajado em seu trabalho. Afinal, como eles vão convencer seus clientes de que aquele produto é o ideal se eles mesmos não demonstram entusiasmo? Pode ser algo um pouco subjetivo, mas ainda é um ponto muito relevante para avaliar o treinamento da sua equipe.

3.    Cliente misterioso

Uma situação hipotética não substitui uma vivência real. Especialmente porque, em um ambiente controlado, a reação dos colaboradores é diferente em relação a um momento do dia a dia. Mas como não é possível você estar presente em todas as situações, sua melhor opção é ter um “espião”, também conhecido como cliente misterioso.

Trata-se de uma pessoa comum, desconhecida pela equipe, mas que foi devidamente treinada pela empresa para fazer observações e relatar o que acontece. Ele entra na loja, faz seus pedidos, é atendido pela equipe e conta para a gestão como todos se saíram. Dependendo dos dados coletados, você pode descobrir certas falhas no time ou encontrar pontos de melhora para incluir em seus treinamentos.

Com essas dicas, você já deve estar preparado para avaliar o treinamento de uma equipe de vendas. Quer se aprofundar um pouco mais? Então veja nosso artigo sobre o efeito do mystery shopper dentro da empresa.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário